28°C 14°C

São Paulo, SP

26°C 11°C

Curitiba, PR

27°C 14°C

Belo Horizonte, MG

30°C 14°C

Rio de Janeiro, RJ

29°C 15°C

Porto Alegre, RS

28°C 21°C

Salvador, BA

Quarta-feira, 27 de Junho de 2018 - 13h09

Por que é preciso ter um antivírus no celular?

Publieditorial

Foto: Reprodução/Divulgação

 

A preocupação com a segurança é sempre uma armadilha a ser usada por hackers.

 

Ao menos uma vez por semana, surgem notícias como: “vírus rouba dados bancários”, “cibercriminosos espalham vírus por celular”, “aplicativo acessa informações pessoais”, “golpe no WhatsApp deixa população em pânico”, entre outras.

 

LEIA MAIS

Cinco maiores perigos da internet
Cinco dicas de como se livrar de um spam
Receita Federal cria alerta para golpe do Bolsa Família
Como combater um vírus compartilhado no WhatsApp


Sabe por que isto acontece? Só em 2017, o Google identificou e removeu cerca de 40 milhões de aplicativos infectados na Play Store. Fora da loja de downloads, ele impediu a instalação de malwares 1,6 bilhão de vezes.

 

Além de números impressionantes, o despreparo em achar que nunca será vítima de um ataque, colabora para o usuário tornar-se uma vítima.


Mas por que ter um antivírus instalado no celular?

Os antivírus encontram, bloqueiam e eliminam os programas maliciosos do aparelho. Eles servem como vacina e remédio para os arquivos no sistema do dispositivo. 

 

A Internacional Computer Security Association (ICSA), por exemplo, identifica a cada segundo, todos os malwares criados para prejudicar computadores e celulares. A partir disso, os dados adquiridos pela empresa são enviados aos desenvolvedores de antivírus para protegerem os usuários que atualizam o software. Logo, mantenha a ferramenta sempre ativada e atualizada.

 

Se você busca sempre um Wi-Fi aberto, baixa arquivos com frequência do e-mail e do WhatsApp, faz transferência de filmes e músicas por bluetooth, conecta o aparelho no PC e tem mania de clicar em tudo o que vê pela frente, então, não pense duas vezes em proteger o celular com um aplicativo de segurança.

 

E se não conseguir remover o vírus?

São raros os casos de antivírus que deixam os malwares e programas espiões passarem batidos. Todavia, se isso acontecer, restaure o dispositivo para o modo padrão de fábrica. Este é o procedimento mais comum a se recorrer.  


Foto: Reprodução/Divulgação

 

Tem alguma dúvida sobre segurança digital? Envie-nos um e-mail para: [email protected]

 

Quer saber mais sobre segurança na internet? A McAfee, maior empresa especialista em tecnologia de segurança do mundo, tem dicas e soluções que ajudam a proteger os consumidores e as empresas de todos os tamanhos contra os malwares e as ameaças online mais recentes. Para mais informações, acesse o site: http://www.mcafee.com/br.





publicidade:

publicidade:

publicidade: