27°C 16°C

São Paulo, SP

26°C 16°C

Curitiba, PR

29°C 18°C

Belo Horizonte, MG

30°C 20°C

Rio de Janeiro, RJ

26°C 16°C

Porto Alegre, RS

30°C 24°C

Salvador, BA

Quarta-feira, 29 de Agosto de 2018 - 14h13

Veja os melhores e piores alimentos para o café da manhã

Redação

 

Dizem que o café da manhã é a refeição mais importante do dia. Prover o corpo com o "combustível" certo pode levar a melhores níveis de concentração, memória, atenção e até mesmo a função muscular. Veja na lista abaixo, os melhores e piores alimentos para comer no café do manhã:

 

Melhores alimentos:

Noz
Uma grande fonte de gorduras saudáveis, as nozes ajudam a sustentar seus níveis de açúcar no sangue por longos períodos de tempo. De acordo com o Centro Nacional de Diabetes, em Nova York , as nozes fornecem energia de de forma lenta e contêm ácido oleico que desencadeia uma reação no cérebro, deixa a pessoa satisfeita por mais tempo.


Complexo de carboidratos 

Estes podem ser incorporados ao café da manhã por terem pães integrais, aveia, granola e mingau. A Academia de Nutrição e Dietéticas confirmou que o complexo de carboidratos libera glicose gradualmente para a corrente sanguínea, fornecendo ao corpo uma energia estável. Os carboidratos demoram para serem digeridos.


Ovos 

Cheio de proteínas de alta qualidade, gorduras boas e vitaminas (B12, B2 e A, para citar alguns), os ovos também possuem colina, um nutriente essencial para o desenvolvimento e funcionamento do cérebro. Segundo a nutrição do grupo de Nova York, alimentos ricos em energia liberam proteínas em um nível estável por horas, desta forma adiando a vontade de comer.


Manteiga de amendoim 

Com gorduras saudáveis, proteínas e antioxidantes, a manteiga de amendoim contém potássio, que pode diminuir o risco de pressão alta e doenças cardíacas. Um estudo mostrou que a propagação também pode estabilizar os níveis de açúcar no sangue e aumentar os hormônios da saciedade, que inibem a fome por longos períodos de tempo.


Abacates 

Os abacates possuem quase 20 vitaminas e minerais, incluindo C, E, B. A fruta também é boa para o trato digestivo e são ótimas para a visão. Gorduras no alimento verde também auxiliam a proteger as células nervosas e melhorar a função cerebral.


Mirtilos 

Dr. Jeremy Spencer, do Departamento de Alimentos de Biociências da Universidade de Reading, afirmou que os mirtilos podem reduzir os efeitos de condições relacionadas à idade, como Alzheimer e demência. Da mesma maneira, dietas ricas em mirtilos podem melhorar o aprendizado e a função muscular, além de impulsionar a memória.


Salmão 

É uma ótima fonte concentrada de ômega-3, que ajuda na reconstrução de células cerebrais, declínio cognitivo lento, e também fortalece as sinapses no cérebro relacionadas à memória.


Bananas 

Segundo a Universidade do Texas, comer frutas amarelas pode estimular a concentração. Elas contêm potássio, e um mineral essencial para manter o cérebro, os nervos e o coração em forma. Além disso, possui uma grande fonte de amido resistente, um tipo de amido que não é digerido no estômago.


Espinafre 

O espinafre auxilia a melhorar a memória de curto prazo e habilidade mental. Ele também contém aminoácidos que são fundamentais para partes do cérebro responsáveis pelo aprendizado e resolução de problemas.


Toranja 

Segundo uma pesquisa, só o cheiro da toranja ajuda a reduzir o apetite, a manter a pessoa acordada e a impulsionar a estimulação mental.


Piores alimentos:

Cereais açucarados
Cheio de carboidratos e açúcares, o que pode provocar uma queda de energia no meio da manhã.


Sem café da manhã 

A primeira refeição do dia controla o apetite, regulando a fome e energia.


Suco 

Apesar de ser rico em vitaminas e minerais, beber suco como primeira opção pode causar um pico de açúcar no sangue e níveis de insulina. Isto pode levar a aumento de peso ou diabetes.


Massas 

Deliciosas no momento, mas conduzem a uma rápida elevação de açúcar no sangue, o que significa que a pessoa ficará com fome em um curto tempo.

 



publicidade:

publicidade:

publicidade: